sábado, 16 de maio de 2015

A primeira contação a gente nunca esquece

Fonte da imagem:  http://2.bp.blogspot.com/-RdyidNwGBOs/UZ1JpoYBYgI/AAAAAAAAL6g/4yZC58I50GU/s1600/fotoscapas+419.jpg

Uma história pode ser contada de vários jeitos, causando diversos tipos de interpretação e reações. A leitura dialógica é um dos jeitos que uma história pode ser contada, e cá entre nós, é o jeito mais divertido!

Não faz muito tempo que fiz a minha primeira leitura dialógica com um grupo de crianças numa escola, localizada em Brasília, e não poderia ter sido melhor!
Cheguei cheia de expectativas, de medos, de anseios, se as crianças gostariam de mim ou não. De como seria a professora, de como seria a escola... E tudo foi perfeito!

Dizem que a primeira vez a gente nunca esquece, e é verdade, pois vou guardar para sempre na memória o rostinho das crianças ansiosas querendo descobrir o que iria acontecer, as conversas sobre as diversas possibilidades de como podemos pegar uma estrela e a surpresa quando o fim da história é revelado. 

Obviamente, a escolha do livro ajudou para esse primeiro contato. O livro escolhido, Como pegar uma estrela de Oliver Jeffers, é um livro muito ilustrado, com uma narração muito simples e fácil de ser entendida, que possibilita o exercício da imaginação, tanto para quem ouve, como para quem conta. 

Fonte: http://esconderijos.com.br/wp-content/uploads/2014/04/oliverpegarestreladentro.jpg

 A história possui vários pontos interessantes que podem ser explorados em uma leitura dialógica, como por exemplo, o fato de o personagem querer uma estrela como amiga, como ele pensa em conseguir pegá-la, se é possível pegar uma estrela, e muitas outras coisas que fazem as crianças criarem inúmeras estratégias e soluções para os problemas que vão surgindo ao longo da história.


Além do livro infantil, Como pegar uma estrela, Oliver Jeffers já escreveu outras histórias para crianças. Escritor, ele também é artista e ilustrador em Belfast, Irlanda no Norte Ele é muito
conhecido pelas suas obras infantis, e por ter ganhado diversos prêmios ao longo de sua carreira. 
Outras duas obras bastante conhecida de Oliver Jeffers são Perdidos e achados e O coração e a Garrafa.




Existem muitos livros, e muitas histórias com diversos tipos de enredo e narrativa. 
Um livro não se limita apenas na história que ele conta, vai muito além disso. Um livro faz você imaginar coisas que até então pensava ser inimagináveis, faz você viajar para qualquer lugar, faz você chorar, rir e se colocar no lugar do personagem... E um livro infantil faz você voltar a ser criança.



Escrito por: Paula Calazães. 

Como pergar uma estrela, Achados e Perdidos e O coração e a garrafa.
Escritos e ilustrados por: Oliver Jeffers
Traduzidos por: Rui Lopes
Editora: Salamandra
Ano de publicação: 2010, 2011 e  2010 (respectivamente).



Nenhum comentário: